As versões mais legais que não temos de carros vendidos no Brasil

Ford Focus RS-Wolloko2

Basta viajar para Europa ou para os Estados Unidos que você percebe isso. Os modelos de carros por lá são parecidos com os encontrados aqui, pero no mucho. Um olhar mais atento percebe que, além dos automóveis geralmente estarem uma (ou duas) gerações à frente dos brasileiros, existem versões no exterior que não são comercializadas aqui no Brasil.

Confira alguns dos modelos gringos mais interessantes que não encontramos por aqui:

Focus e Fiesta esportivos

A Ford tem uma tradição de oferecer versões esportivas de seus carros – no exterior. O Fiesta ST traz apenas detalhes estéticos diferentes como a grade frontal exclusiva e as rodas de liga leve de 17 polegadas. O motor, porém, é outra história: 1.5 EcoBoost de três cilindros, com turbo e injeção direta. São 200 cv e torque máximo de 29,6 mkgf. A título de comparação, o Fiesta 1.0 EcoBoost vendido no Brasil conta com somente 125 cv e 17,3 mkgf.

wolloko-fiesta

A história é semelhante com o Focus. O modelo RS, com visual agressivo, enorme aerofólio traseiro e duas ponteiras de escapamento, conta com um poderoso motor 2.3 EcoBoost. Emprestado do Mustang, o motor recebeu troca dos pistões, turbocompressor e do mapeamento eletrônico enquanto a potência foi elevada de 310 cv para 350 cv. Pela primeira vez, um Focus sai de fábrica com tração integral, que despeja 70% do torque nas rodas traseiras e 30% nas rodas da frente em condições de aderência ideal. Mas somente fora do país.

Logan perua

Foi-se o tempo em que as peruas estavam “na moda” no mercado brasileiro. Pelo menos este é o pensamento de muitas montadoras, inclusive a Renault. Foi isso pode explicar a inexistência do modelo Logan MCV por aqui, presente na Europa sob o brasão da Dacia, assim como toda a família Logan-Sandero no continente.

wolloko-logan

Uma das principais virtudes do modelo é o espaço, tanto interno quanto no porta-malas, de 573 litros. A perua tem adereços aventureiros, como as molduras pretas nos paralamas e as barras longitudinais no teto. Já a suspensão foi levantada em 5 cm, aumentando a altura livre do solo para 17,4 cm.

Golf duas portas

Dentro da linha Golf da Volkswagen, a letra R representa o máximo de esportividade. Esta versão do veículo, de apenas duas portas, traz um motor 2.0 turbo de fato turbinado, que entrega 300 cv e 38,8 mkgf de torque máximo – contra 220 cv e 35,7 mkgf do GTI. São necessários apenas 4,9 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h com a transmissão DSG de dupla embreagem e seis velocidades e a velocidade máxima é limitada eletronicamente a 250 km/h.

wolloko-Golf