Como escolher o lubrificante certo para seu motor

lubrificante

Seja na hora de trocar ou de completar o nível do óleo, é fundamental saber qual o lubrificante certo para o seu motor.

Certamente você já escutou que deve usar o óleo lubrificante indicado pelo fabricante. Isso não é mito. Muito pelo contrário, seguir o tipo e as especificações indicadas no manual do proprietário é fundamental.

Por que existe um lubrificante correto?

O óleo lubrificante é essencial para o veículo. Ele ajuda a aumentar a durabilidade das peças, melhora o desempenho do equipamento e diminui o consumo de combustível.

Como sua principal função é a lubrificação, obedecer a viscosidade especificada pelo fabricante é essencial.

Outro ponto importante é que o óleo cria uma película de proteção evitando que as peças tenham contato uma com as outras. Além disso, o lubrificante atua na refrigeração do motor, regulando a sua temperatura.

São feitos inúmeros testes para definir qual é o melhor tipo de lubrificante para cada motor. Saiba como identificar.

Números na embalagem

No momento de efetuar a compra do lubrificante, você deve checar as siglas que estão no rótulo. São duas: viscosidade e desempenho (API ou Acea). A viscosidade é a capacidade do óleo de escorrer, sendo a característica mais importante.

Quanto maior o número, mais viscoso ele será. E quanto mais viscoso, menos o óleo escorrerá e assim mais tempo ficará entre as peças. Por outro lado, se a viscosidade for mais baixa, poderá causar danos ao motor, com desgaste prematuro das peças.

Outras siglas

O W (do inglês winter) indica que o óleo é recomendado para baixas temperaturas e atua reduzindo o desgaste na partida a frio.

Já as siglas API (American Petroleum Institute) e Acea (Association des Constructeurs Européens d’Automobiles) avaliam o desempenho dos lubrificantes.

O API adota a letra S para motores a gasolina, flex ou gás natural e C para motores a diesel. Em seguida, há uma segunda letra do alfabeto: quanto mais alta, mais tecnológico e de melhor qualidade será o lubrificante.

Quais são os tipos de lubrificantes?

Há lubrificantes minerais, sintéticos e semissintéticos. Os minerais usam elementos derivados do petróleo, sendo em geral mais em conta. Já o sintético é feito com componentes químicos em laboratório, o que significa maior controle e um produto de qualidade superior.

Posso usar qualquer lubrificante?

Na realidade não, existem lubrificantes específicos para motos, carros à gasolina, carros a diesel e inclusive tratores e equipamentos do tipo. Nem todo lubrificante serve para a mesma coisa.

Preciso colocar aditivo?

O lubrificante já vem com aditivos e, na verdade, acrescentar outros componentes pode comprometer a eficiência do produto. No fim das contas, não há a necessidade de acrescentar mais aditivos.

Todas essas dicas servem para você saber qual melhor lubrificante e o ideal para o seu veículo, sempre de acordo com o fabricante.