Cuidados ao deixar seu carro parado por muito tempo

wolloko-garagem

Vai viajar e seu automóvel vai ficar um grande período parado na garagem? Ou ainda mora perto do trabalho e tem usado cada vez menos o carro? Fique ligado, pois existem alguns contratempos que podem ocorrer ao deixar o veículo parado por muito tempo.

A primeira questão a ser levada em consideração é o tempo que o automóvel vai ficar imobilizado. Se o período for de menos de duas semanas, fique tranquilo, pois não é suficiente para causar estragos. Nesse caso, preste atenção apenas à limpeza, tanto por dentro quanto por fora. Verifique principalmente se não há restos de alimentos ou líquidos no interior e certifique-se de que o tecido do banco não está molhado. Por menores que sejam, restos de comida como migalhas de biscoito, por exemplo, podem atrair insetos e manchas de bebidas açucaradas tendem a ficar mais difíceis de retirar com o tempo.

wolloko-garagem2

Quando o intervalo for perto ou superior a um mês, já é o caso de prestar atenção a questões técnicas, como trocar o óleo antes de deixar o carro parado e calibrar todos os pneus para carga máxima – já que podem se deformar quando ficam muito tempo sem rodar. Outros exemplos: as correias podem ser trocadas para evitar problemas posteriores e as mangueiras com pouco uso podem ressecar e rachar com mais frequência. Já os limpadores de para-brisa, dependendo do período que o veículo ficará desativado, precisam ser levantados para evitar que a borracha da palheta grude e se deforme em contato com o vidro.

Independente do tempo fora das ruas, o ideal é encerar a carroceria antes de “guardá-lo”, uma vez que isso evita que a sujeira grude na pintura. A sugestão é estacionar o automóvel em uma garagem coberta e bem ventilada, porém, longe do sol. Além disso, seria útil providenciar uma capa automotiva com entrada para ventilação e forro, que não cole na lataria quando chover.