Itens que podem desvalorizar seu carro

blog-quilometragem2

De acordo com pesquisas, o carro pode sofrer uma depreciação de 7% a 23% de seu valor em apenas um ano. Apesar da desvalorização “normal” de mercado do veículo, uma boa parte da responsabilidade cabe ao proprietário para conseguir um bom negócio na hora da revenda. Estima-se que batidas e riscos podem te fazer perder de mil a 2 mil reais na negociação.

O ideal, é claro, é manter as partes estruturais e mecânicas do carro bem conservadas, assim como estar com as revisões em dia. Separamos alguns itens em particular para te ajudar nessa missão.

blog-quilometragem

Quilometragem

A quantidade de quilómetros rodados é o principal fator de desvalorização do automóvel. Um carro em perfeito estado e relativamente novo com dezenas de milhares de quilómetros rodados receberia uma oferta bem maior se tivesse uma quilometragem mais baixa.

Parte mecânica

Seu veículo será julgado pelo estado da mangueira, pastilhas e discos do freio, amortecedores, suspensão e óleo do motor, para citar os principais. Esteja sempre atento ao estado dos pneus e do estepe também, que obviamente precisa estar presente. O funcionamento incorreto de alguns componentes também depreciarão o valor do carro: vidros elétricos, break light, farol, lanterna, comandos do volante e ar-condicionado, por exemplo.

blog-quilometragem3

Visual

Outro item importantíssimo é a parte estética: riscos, peças repintadas, manchas, rasgos no estofamento e até o odor do carro pode influenciar no valor final, principalmente para fumantes. O estado de itens como o parabrisas, o farol, a lanterna e até a camada de verniz da tinta também pesam muito. Um amassadinho quase imperceptível pode render uma centena de reais a menos.