Itens que vão desaparecer do seu carro

wolloko-cd-player

A tecnologia está sempre evoluindo e o seu automóvel não fica de fora dessa tendência. Por isso, alguns itens anteriormente considerados importantes e até inovadores para a época vão se tornando obsoletos. Confira a seguir uma lista de exemplos de acessórios que, se ainda não sumiram completamente dos veículos, estão prestes a desaparecer.

Câmbio manual

Já é realidade em países como o Estados Unidos e está acontecendo aqui no Brasil: o câmbio automático veio para ficar. Até pouco tempo atrás, apenas importados vinham sem o tradicional câmbio manual. No entanto, a realidade agora é diferente, com a opção automática em modelos mais populares. Carros como Ford Focus Sedan, Peugeot 408, Nissan Sentra e Chevrolet Cruze sequer possuem mais a alternativa de câmbio manual no Brasil.

wolloko-Cambio-Manual-Renault

CD Player

Com as frequentes mudanças no jeito de ouvir música, os aparelhos de som dos carros também mudaram – e muito – nos últimos anos. O toca-fitas virou CD Player, que atualmente se tornou praticamente irrelevante. Tecnologias mais novas como Bluetooth e pendrive já são realidade, enquanto a conectividade com o smartphone e, consequentemente, com aplicativos como o Spotify, deve enterrar de vez o reprodutor de compact discs.

Botões no painel

As telas digitais estão cada vez mais dominando o interior dos carros mais modernos. A central multimídia é o destaque do painel do veículo mais vendido no país, o popular Onix. O próximo passo é concentrar todos os comandos do veículo em telas sensíveis ao toque, eliminando os botões físicos hoje usados principalmente para regular os comandos do ar condicionado.

Velocímetro analógico

O mesmo acontece com o quadro de instrumentos analógicos. Antes reinantes em absolutamente todos os modelos, desde os 1.0 até os tops de linha, velocímetro, conta-giros e mostrador de combustível agora são digitais. A tecnologia já vem sendo observada em diversos veículos, de todas as categorias, e não deve demorar muito para virar a regra, ao invés da exceção.

wolloko-onix-interior

Direção hidráulica

Não, a tecnologia não vai regredir. Salvação para qualquer um que já teve que fazer uma baliza na vida, a direção hidráulica deve ser substituída pela elétrica. Mais simples, o sistema não exige manutenção e funciona de forma independente do motor. Embora ainda haja fabricantes que prefiram a tecnologia anterior pela suposta percepção maior de controle do carro, os sistemas elétricos estão cada vez mais comunicativos.