O que vale mais a pena: etanol ou gasolina?

wolloko-abastecer

Logo que surgiram, os automóveis chamados flex power eram poucos – e ficaram “famosos”. Em pouco tempo, os carros que aceitam tanto gasolina quanto etanol como combustível se tornaram mais numerosos, a ponto de se tornarem agora a regra, e não mais a exceção. No entanto, a dúvida permanece: vale mais a pena abastecer o veículo com etanol ou gasolina?

Nos últimos meses, a gasolina tem sido mais vantajosa. A conta é simples: basta dividir o valor do litro do álcool pela gasolina. Se o resultado for menor que 0,7, abasteça com álcool. Se for maior, gasolina. Por exemplo: se o etanol custar R$ 2,65 e a gasolina, R$ 3,65, o resultado da divisão do primeiro pelo segundo é 0,72, maior que 0,7. Consequentemente, a substância mais vantajosa no caso é a gasolina.

Isso acontece porque, embora o álcool seja mais econômico na hora de abastecer, o automóvel consome muito mais líquido para rodar a mesma quilometragem em relação à gasolina – em média, 30% a mais. A relação entre o consumo e a rodagem dos combustíveis (o famoso quilômetro por litro ou km/L), portanto, se dá numa base de 70%.

wolloko-abastecer2

Se por um acaso você não conseguir fazer a conta no posto, pergunte sem cerimônia ao frentista qual combustível está valendo mais a pena na hora. Confie: normalmente, os funcionários do local sabem informar, sem pegadinhas.

Dica extra: de nada adianta, porém, fazer diversas contar para tentar economizar se o seu veículo não colabora. Ao adquirir um carro novo, é essencial conferir o selo de classificação fornecido pelo Inmetro, que informa a eficiência energética do veículo. Afinal, um carro econômico é capaz de fazer seus gastos diminuir – e muito!