Viajar com vidro aberto ou de ar condicionado ligado?

wolloko-estrada

Na hora de pegar estrada, uma dúvida surge quase instantaneamente a todos os donos de automóveis. Afinal, o que gasta menos combustível: rodar com os vidros abertos e ar condicionado desligado ou de ar ligado e vidros fechados?

Agora você tem a resposta definitiva: utilizar o ar é mais vantajoso. Quando estamos viajando a uma velocidade superior a 70 km/h, andar de vidros abertos é derrubar anos de desenvolvimento de carroceria. O chamado coeficiente de atrito (Cx) aumenta muito nessa situação e, consequentemente, o consumo de gasolina (ou etanol) também cresce. Portanto, a prática não é muito aconselhada em rodovias.

O ar condicionado, por outro lado, tem uma má fama de gastar muito combustível, mas não é bem assim. O sistema de refrigeração de fato consome entre 10% e 20% a mais. Entretanto, quando comparamos com a alternativa dos vidros abertos, este consumo a mais é menor que aquele causado pelo coeficiente de atrito.

wolloko-estrada2

Vale ressaltar que esta comparação é para altas velocidades em dias quentes. Se a temperatura não estiver tão alta, ligue apenas a ventilação do carro e economize ainda mais. Já com velocidades mais lentas, o Cx não influencia tanto e o ar condicionado passa a ser a opção menos favorável. Outra variável é o ano de fabricação do veículo: em modelos mais antigos, abaixo dos anos 2000, o ar condicionado exige maior esforço do motor e, consequentemente, o consumo de combustível será maior.

Em termos gerais, podemos dizer que, acima de 70 km/h, o melhor é usar vidro fechado e ar ligado, por causa da aerodinâmica e também do conforto. Abaixo desta velocidade, desligar o ar e rodar com os vidros abertos pode surtir efeito na economia de combustível.